Quase 40% de eleitores maranhenses não sabem em quem votar para Senador

Com o início da propaganda eleitoral no rádio e na TV, no próximo dia 31, esse quadro poderá sofrer modificações.

A pesquisa do Ibope, divulgada na última quinta-feira (23), revela um dado que pode alterar a atual liderança dos candidatos a senador bem colocados na consulta. 37% dos eleitores ainda não sabem em quem votar para o Senado Federal.
O número mostra que ainda não há nenhum candidato consolidado como vencedor do pleito. Os candidatos Edison Lobão (MDB) e Sarney Filho (PV) aparecem empatados, tecnicamente, com 27% e 26%, seguidos de Eliziane Gama (PPS), com 17%; Zé Reinaldo (PSDB), com 13,2%; Weverton Rocha (PDT), com 11% e Alexandre Almeida (PSDB), com 6%.
Com o início da propaganda eleitoral no rádio e na TV, no próximo dia 31, esse quadro poderá sofrer modificações.
A veiculação obrigatória das mídias faz com que o eleitorado passe a ter um conhecimento maior das informações sobre cada candidato e, desta forma, ser influenciado para decidir o voto. Há ainda a votação não declarada dos prefeitos, que costumam retribuir os acordos e emendas parlamentares, angariando a preferência da população de seus municípios.
Estas eleições para o Senado Federal no Maranhão têm sido as mais disputadas dos últimos anos. São dois ex-governadores, ambos ex-ministros, um ex-ministro, filho de ex-presidente da República e dois deputados federais com apoio de peso do Palácio dos Leões.
Além da disputa acirrada, os candidFacebookTwitterGoogle+
Resultado da ultima pesquisa do Ibope para o senado do Maranhão
A pesquisa do Ibope, divulgada na última quinta-feira (23), revela um dado que pode alterar a atual liderança dos candidatos a senador bem colocados na consulta. 37% dos eleitores ainda não sabem em quem votar para o Senado Federal.
O número mostra que ainda não há nenhum candidato consolidado como vencedor do pleito. Os candidatos Edison Lobão (MDB) e Sarney Filho (PV) aparecem empatados, tecnicamente, com 27% e 26%, seguidos de Eliziane Gama (PPS), com 17%; Zé Reinaldo (PSDB), com 13,2%; Weverton Rocha (PDT), com 11% e Alexandre Almeida (PSDB), com 6%.
Com o início da propaganda eleitoral no rádio e na TV, no próximo dia 31, esse quadro poderá sofrer modificações.
A veiculação obrigatória das mídias faz com que o eleitorado passe a ter um conhecimento maior das informações sobre cada candidato e, desta forma, ser influenciado para decidir o voto. Há ainda a votação não declarada dos prefeitos, que costumam retribuir os acordos e emendas parlamentares, angariando a preferência da população de seus municípios.
Estas eleições para o Senado Federal no Maranhão têm sido as mais disputadas dos últimos anos. São dois ex-governadores, ambos ex-ministros, um ex-ministro, filho de ex-presidente da República e dois deputados federais com apoio de peso do Palácio dos Leões.
Além da disputa acirrada, os candidatos enfrentam um pleito que sinaliza como aquele em que os políticos brasileiros sofrem com índices de rejeição estratosféricos, jamais observados antes, e que deverão ser muito mais cobrados do que em todas as eleições anteriores.atos enfrentam um pleito que sinaliza como aquele em que os políticos brasileiros sofrem com índices de rejeição estratosféricos, jamais observados antes, e que deverão ser muito mais cobrados do que em todas as eleições anteriores.

Desenvolvimento e Hospedagem: