O inferno astral de Sérgio Frota

Depois de um primeiro mandato apagado na Assembleia Legislativa, o presidente do Sampaio Correa, Sérgio Frota (PR), tenta se reeleger, mas faltando um mês para o pleito eleitoral vai vivendo um verdadeiro inferno astral.

Além de ter sido um parlamentar com pouca expressão no parlamento maranhense, Sérgio Frota ainda enfrenta problemas com a Justiça Eleitoral. A candidatura do parlamentar está impugnada pelo Ministério Público Eleitoral (MPE).

O nome de Frota apareceu na lista das candidaturas impugnadas pelo MPE (reveja aqui a lista). A impugnação da candidatura de Sérgio Frota se deu por conta de doações ilegais e agora ele segue aguardando o julgamento do Tribunal Regional Eleitoral do Maranhão.

Para piorar a situação de Sérgio Frota, a candidata do PR que seria, teoricamente, a campeã de votos da legenda, a ex-prefeita de Centro do Guilherme e esposa do deputado Josimar de Maranhãozinho (PR), Detinha, também está com a candidatura impugnada.

Com esses problemas na Justiça Eleitoral e por conta do mandato apagado, Frota apostava suas fichas da reeleição no time do Sampaio. Entretanto, o time maranhense vive seu pior momento no ano.

O Sampaio voltou a perder jogando em casa. O time maranhense perdeu por 2×1, em pleno Castelão, para o Brasil de Pelotas, um adversário direto na briga pelo rebaixamento. Com isso, o time de Sérgio Frota segue dividindo a lanterna do Campeonato Brasileiro da Série B e nesse ritmo deve ter o rebaixamento confirmado nas próximas rodadas, que deverá coincidir com as eleições 2018.

Inegavelmente, Sérgio Frota vai vivendo um verdadeiro inferno astral.

por Jorge Aragão

    Desenvolvimento e Hospedagem: