Maranhão se destaca em ações da Rede Nacional da Empresa Íntegra

O Sebrae Nacional e o Ministério da Transparência e Controladoria-Geral da União (CGU) estão vindo na contramão do que é vivenciado no País quanto à questão da corrupção, ajudando os pequenos negócios a adotarem medidas de integridade no segmento empresarial. Os dois parceiros comemoram os resultados do Programa Empresa Íntegra, que objetiva divulgar a Lei Anticorrupção (nº 12.846/2013) para as micro e pequenas empresas e que no segundo semestre de 2017, sensibilizou 3.339 empresários brasileiros, dentre os quais 1.200 foram maranhenses.O estado recebeu méritos do Sebrae Nacional e CGU, parceiros do programa no País, pelas ações desenvolvidas em 2017 e número de empresários sensibilizados

Com 36% do total dos resultados, o Maranhão ficou em primeiro lugar entre os 12 estados integrantes da Rede Nacional da Empresa Íntegra (REI). “Estamos muito satisfeitos com os números, porque refletem diretamente um esforço conjunto do Sebrae e CGU-MA para divulgar o programa entre os pequenos negócios maranhenses. Contamos muito com a capilaridade do Sebrae, trabalhando com maior proximidade com as pequenas empresas ligadas aos projetos, programas e ações que executamos no estado, bem como por meio de eventos próprios e de parceiros institucionais”, informa o diretor superintendente do Sebrae estadual, João Martins.

Entre as regiões, o Nordeste foi que mais sensibilizou empresários em 2017 para o programa que promove a ética e a integridade nas empresas, num total de 2.000 empreendedores – o Maranhão, que impactou 1.200 empresários com seis grandes ações ficou em primeiro lugar, seguido pela Paraíba (750), Distrito Federal (437) e o Pará (450).

Sebrae e CGU reafirmaram o compromisso de manter a forte parceria em 2018 no Maranhão, após recente videoconferência que reuniu os gestores nacionais do programa e toda a rede de disseminadores nas cinco regiões brasileira.

“É essencial que os empreendedores maranhenses atuem em um negócio íntegro em todas as suas vertentes: de suas relações comerciais ao cumprimento das leis e normas, perpassando valores de ética, confiabilidade, segurança e, acima de tudo, respeito aos clientes, parceiros, colaboradores e fornecedores”, destaca o diretor superintendente do Sebrae no Maranhão, informando que o programa é disseminado no estado por meio da Unidade de Políticas Públicas em parceria com as unidades regionais da instituição.

A superintendente regional da CGU-MA, Leylane Maria da Silva, reitera a declaração do diretor executivo do Sebrae, ao comentar que a corrupção não é apenas uma questão governamental, mas acontece em toda a sociedade, incluindo nas micro e pequenas empresas.

“Os pequenos negócios respondem por mais de 95% das empreendimentos brasileiros e estes transacionam o tempo todo com o governo, seja prestando serviços, seja fornecendo produtos, equipamentos, suprimentos e outros. Se a sociedade não entender que as empresas precisam ser íntegras e se relacionarem de forma íntegra entre si, com o mercado e o governo, as medidas anticorrupção não serão totalmente eficientes. Por isso, o Programa Empresa Íntegra é de suma importância para sensibilizar e conscientizar o empresário a querer adotar a integridade empresarial, com medidas éticas e seguras em suas relações comerciais. O programa é, na verdade, uma medida preventiva contra a corrupção”, explica Leylane Maria da Silva.

O programa

Criado pelo Ministério da Transparência e Controladoria-Geral da União (CGU) e pelo Sebrae Nacional, o Programa Empresa Íntegra promove a ética e a integridade em empresas de todo o Brasil, numa união de esforços para fomentar a temática entre os pequenos negócios.  Além da publicação de materiais como as cartilhas Integridade para Pequenos Negócios e Proteja sua Empresa Contra a Corrupção, foi elaborado o infográfico Empresa Íntegra, um guia sobre como proteger a empresa da corrupção e produzido um vídeo sobre integridade nos pequenos negócios – todos disponíveis no portal Programa Empresa Íntegra (bit.ly/2HAUQoh).

Em dezembro de 2014, foi assinado o Acordo de Cooperação entre a CGU e o Sebrae Nacional para a conjugação de esforços no sentido de promover a integridade das micro e pequenas empresas brasileiras. Ao longo dos dois primeiros anos, foram realizados diversos eventos de capacitação pelo país, workshops e palestras, para disseminar o tema aos empresários.

Para mais informações, procure o Sebrae mais próximo ou visite o site do programa (bit.ly/2HAUQoh).

Mais informações:

Assessoria de Imprensa do Sebrae no Maranhão

(98) 3216-6133

Central de Relacionamento Sebrae: 0800 570 0800

Facebook.com/sebraemA

Youtube/umcsebraema

Twitter: @Sebrae_Ma

Instagram: @SebraeMaranhao

Publicada por Josinaldo Smille

Desenvolvimento e Hospedagem: